quinta-feira, 9 de junho de 2011

pensieri e poesias

##### -  -Presente memória   1-2007 

Não te perdi- não te esqueci!
Apenas trilhamos separados caminhos diversos
porém destinados à mesma meta.
Não te abandonei, não me afastei!
apenas assisti o espaço intermediário
crescer e ofuscar nosso espaço-comum.
Não acreditei em rompimento- não alimentei o fenecer!
... nos recantos de carinho, continuo  vendo floridas
as margens do comum- caminho
pelo ensolarado horizonte dos Destinos.             

A boa Política vive de abrir as pernas!

A casa está vazia e parece
que entre outros pertences,
foi-se também a Poesia!
Levou na mala as cores, a alegria, os amores e,
além da velha botina,
deixou também a poeira da rotina.                             P.rorato
Acima da Gameleira, os céus de Março se enfeitam,
revelando Oxumaré---
-Arõ-Boboi !!!!!!!                                             p.rorato
“-eu acho...tu achas”-ecoa o coacho do sapo
nas águas da lagoa. Acompanha o estribilho dos grilos...      p.rorato
Triste fado!
a ter que vos dar trabalho, é melhor que
Me NE vado!                                                               P.rorato
14-12
A alminha de Rabita se despediu mansamente,
sem convulsões, sem gritos
num doce-amargo e leve  adeus...

Dias depois lá se foi Beethoven tocando sua última sinfonia inacabada...

5-12
Enjoada do lugar- enojada!-
A Poesia arribou com as palavras e rimas na mala...
-------------------
deixou este último verso e partiu forever!   
-----------------------------------              
Hai-kai preguiçoso

-Aqui estou!
mais para coisa alguma que para alguma coisa.
-Que remédio!
impossível alimentar a Tristeza ouvindo esta radio Universitária- tsc- tsc!
---------------------------------------------------------------------
Armadilha
Preso a você... era tão bom!
-hoje ainda preso a você- é só prisão...        
-------------------------------------------------------------------------------
2006   guardados
Tenho guardados no peito encantos e belezas
e a chave de todos esses segredos
oculta em lugar esquecido.                         

4-2005
Amigo,
eu falo e digo
prá não se meter comigo e não cair do cavalo.
Não se esqueça- putaria!
que a minha montaria
é a Mula-sem-cabeça
desembestada no galope!!!!!                   
------------------------------------------------------------
Nesta vida de mambembe quero  ver
o circo pegar fogo,
a onça beber água
e o cu fazer bico!                                
---------------------------------------------------
Olho o mar me observando,
molhando a praia em “esses”
enquanto ando mareando...
Moto-perpétuo da incerteza das marés
êsses esses, êsses esses, êsses esses...      

10-8   tirando onda
...prá se achegar disse que “sonhou” comigo!
meu Ego ejaculou e, feliz,
morri de rir.!..                               
-------------------------------------------------------
Por ser incerto o Destino lembro do que me disse a Fada:
“- Não acredite muito em nada!”      p.rorato
Quem sabe Deus me encontre escorrendo entre Seus dedos...     p.rorato
Lual    maracajaú--- 9-2005
 Lá vai Fernando cigano tocando,
tocando lá vem
Fernando... Fernando... gitano da Lua
caçando, pescando
as almas da noite.
Lá vai e lá vem tocando
Fernando e ninguém, mais ninguém...
Fernando seguindo
plangendo tocando e cantando:
-“quem quer minhas pérolas?” ...só a Lua responde
-“Aqui... por aqui... por aqui”... só ninguém...
-“Sol-lá-assim “...Fernando prossegue tocando
-“ré-mi-dó!”- deserto caminho e
mais ninguém por perto... que não sejam os porcos...
O mundo lá fora cantando
e eu  cá dentro aprendendo a cantar!
o vento soprando sussuros de areia prá canto nenhum
E eu neste canto desencanto...                                      
---------------------------------------------------------------------
4-2005
-Foi assim!
o covarde atropelou e Loireba então gritou:
-Não, Caim!  Caim.!..Caim.!..

Vocês vêm e vão e, nessa onda, eu venho vindo em vão e vou. Fui!                P.rorato

A monarca
Abra suas portas, abra seus segredos,seus mistérios...
Ecloda ! e  fora do casulo, abra suas asas lindas
e voe para fora,
para dentro do jardim da Existência!... para sempre...          








                   

Nenhum comentário:

Postar um comentário