sábado, 27 de agosto de 2011

poesia. o companheiro esquecido


O companheiro esquecido                           01-07-2011

Meu coração –negro-branco
-sangra nas cores do arco-íris.
Meu coração -insone andarilho,
solidário,
solitário,
-pulsa em descompasso
arrítmico constante,
-assistente impotente
ao desenrolar dos fatos
do Fado.
Meu coração sonha...sonha...sonha...
e
sonha...