terça-feira, 20 de setembro de 2011

A travessia do Estinge

transito nas essências,
na inconsistência dos ventos,
na inconstância do mutável,
pelo atemporal...
transito inerte e distante,
transportado por imagens
desfocadas nas recordações,
semi-encoberto pelo olvido
e,
só não dissolvido,
por ser ainda
a persistente sombra restante
na lembrança de um reflexo...
                                                                                    20.09.2011

2 comentários:

  1. a Poesia, como a Pintura ou como as demais Artes, reflete um diálogo profundo com a intimidade...

    ResponderExcluir
  2. dialoga profundamente comigo e transita
    refletindo toda a pintura poética de tua
    alma artística...intimamente...grito.grato.

    ResponderExcluir