segunda-feira, 5 de setembro de 2011

poesia- sobrepeso.

poesia.sobrepeso

na pesada mochila carrego
a Vulnerabilidade
como uma ferida aberta, uma dor incurável,
-como traiçoeira companhia...
eu a carrego como um fardo indesejado
enquanto prossigo
pela infindável e perigosa estrada
do inesperado Destino...                  p.rorato.9.2011

2 comentários: