quarta-feira, 18 de maio de 2011

# -   A penúltima porta

-Para quem é  que te apressas, Inverno,
se os frutos do Outono imaturos estão?
-para quem estendes tua ausência de calor e de cores?
-para quem ofereces tua mortal mortalha?
           ...e  é  a  ti que me leva o vento frio do Tempo...




Nenhum comentário:

Postar um comentário